(81) 3033.6650 | (81) 99650-4115
© Ecowork Recife. Todos os direitos reservados.
Please reload

Posts Recentes

O que sua empresa ganha com o Marketing verde?

January 30, 2017

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Como SOBREVIVER ao Carnaval!

3 Mar 2019

Olá! Se é a sua primeira vez curtindo o Carnaval de Rua de Recife e Olinda, você precisa ficar ligado(a) nessas regrinhas para você SOBREVIVER AO CARNAVAL COM SUCESSO! E estar inteiro na quarta pra voltar pra rotina...

 

 

Esqueça o carro
 

Durante o Carnaval, as ruas da Cidade Alta, onde passam os blocos, são fechadas. Estacionamento é caro e nem tão perto da festa. Durante o Carnaval o trânsito da cidade também é alterado, outra razão para deixar o carro na garagem.

A prefeitura disponibiliza o Expresso Folia, linhas especiais de ônibus, que passam por alguns shoppings da cidade no Carnaval. Eu sempre achei mais fácil pegar um táxi até o Shopping Tacaruna e depois e para Olinda. Chegando lá é só seguir o fluxo. 😉 Para voltar eu fazia a mesma coisa.

Sobre os táxis e Uber: você precisa ser paciente, como em todas as cidades com um carnaval movimentado. Mas não é impossível.

 

Vá em grupo
 

Caso você seja novato no Carnaval pernambucano, tente sair com todos os seus amigos de um vez só. Marcar para se encontrar por lá pode ser bem trabalhoso. Mas é sempre bom estabelecer um ponto de encontro caso alguém se perca do grupo.

 

Você vai ouvir as mesmas músicas


A gente se orgulha em ter o Carnaval mais multicultural do mundo. Mas o que toca mesmo nos blocos as músicas mais tradicionais do estado. O Hino de Pernambuco, Vassourinhas, Hino do Elefante são algumas das que você vai ouvir milhaaaares de vezes. E a animação da multidão é como se estivesse tocando pela primeira vez. Entre no clima. 😉

Se você não conhece o Hino de Pernambuco, vai voltar pra casa sabendo cantar de trás pra frente. Carnaval também é cultura…rs

 

Prepare-se: Olinda é sempre muito cheia
 

Você provavelmente vai ouvir que sábado é o dia mais vazio em Olinda já que muita gente acaba indo pro Galo da Madrugada. isso era verdade há alguns anos. Atualmente todos os dias é muita gente pra pouca ladeira! Então vá emocionalmente prerado para se se misturar na multidão.

 

Nunca vá contra o bloco
 

Viu um bloco? Junte-se a ele ou fique no cantinho da rua esperando ele passar. Nunca vá contra a maré e tente ir na direção oposta, não importa o tamanho do bloco: você será arrastado.

 

Camarotes
 

Há alguns anos existem os camarotes. Os principais são o Carvalheira na Ladeira, Mansão do Bonfim e Camarote Olinda. Eles trazem diversas atrações “ecléticas” como Timbalada, Wesley Safadão, Monobloco… Geralmente essas festas são open bar e custam em torno de R$ 400.

Na MINHA opinião, o Carnaval de Olinda está na rua. A vibe dos camarotes e das ruas é diferente. Prefiro o aperto das ladeiras. Mas, claro, isso vai do que cada um procura.

 

É possível alugar uma casa em Olinda e ficar no foco da festa 24 horas por dia. O clima costuma ser bom descontraído e falei sobre elas nesse post aqui.

Uma das vantagens é não se preocupar em como voltar pra casa e é um ótimo ponto de pouco. Muitos recifenses preferem passar o Carnaval nessas repúblicas do que voltar pra casa todos os dias.

 

Roupas Leves
 

Não é à toa que Recife é carinhosamente chamada de Hellcife. Olinda, cidade vizinha, não foge a regra. Imagine um calor bem acima de 30 graus e milhares de pessoas se espremendo pelas ladeiras.

Então dê preferência a roupas leves. Para as meninas é sempre bom colocar o top biquini por baixo Na hora do calor insuportável é só tirar. E, claro que isso não impede a criatividade na hora de montar a fantasia. 🙂

Eu evito sandálias porque acho muito fácil de arrebentar, sempre tem algumas poças pelo caminho e levo vários pisões durante o dia. Por isso dou preferência para o tênis ou aqueles sapatinhos tipo alpargatas. Ah, deixe seu par favorito em casa, porque ele vai ser muito judiado….hehe

 

Alimentação
 

O Carnaval em Olinda começa cedo, por volta das 8 da manhã. Então é essencial estar bem alimentado, mas evite comidas pesadas.

 

Mantenha-se hidratado
 

E com isso não me refiro ao latão de cerveja. O calor de Olinda é muito forte, você desidratada sem perceber. Então continue bebendo água ao longo do dia.

 

Banheiros
 

Algumas casas disponibilizam o banheiro para quem pagar, mas isso não é regra. As que fazem deixam um plaquinha na frente com o valor.

Existem banheiros químicos espalhados pela rua. A fila quase sempre é grande. Para as meninas é sempre bom levar alguns lencinhos na bolsa, pois não tem papel.

 

Segurança
 

Já contabilizei mais de uma dezena de Carnavais em Olinda e conto nos dedos as brigas que vi. Então nesse aspecto é bem seguro. Mas, em Olinda, sigo a mesma regra que uso no Carnaval do Rio:

Levo sempre dinheiro trocado. Coloco parte em uma doleira, outra no bolso da frente e outra em uma bolsinha pequena, onde também tem uma cópia dos documentos.

Nunca levo o celular. Mas se você não conseguir ficar sem, opte por um que não cause sofrimento se quebrar ou perder.

 

Itens extras
 

Leve protetor solar para retocar durante o dia. Já falamos sobre o calor de lá, não é?

Coisinhas como lenços e elástico de cabelo são sempre úteis. Lee sempre o óculos de sol. Ah, e se conseguir pensar em uma fantasia que tenha chápeu, você já se protege do sol.

 

Vá embora antes do final
 

Imagine o furdunço que é quando, no final do dia, todos descem para pegar ônibus ou batalhar por um táxi. O melhor é voltar por entre 16h e 16h30, quando a multidão ainda não desceu toda.

 

Tá com pique ainda? Vá para o Marco Zero
 

Todas as noites de Carnaval acontecem shows por lá. Se você ainda tiver energia, vale a pena ir.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload